Fotos Videos Mapa do Site

DIRETRIZES PEDAGÓGICAS

Equidade e qualidade dos processos de ensino e de aprendizagem.

Democratização do acesso, mediante a qualificação, reordenação e expansão da rede física municipal.

Valorização da cultura e do saber popular no processo de ensino e de aprendizagem.

Democratização e modernização da gestão, garantindo o caráter participativo e descentralizado.

Valorização e formação continuada dos trabalhadores e trabalhadoras em educação.


A SECULT estabelece uma abordagem epistemológica sociointeracionista de apropriação do conhecimento e um compromisso histórico-cultural de posicionamento interétnico para este currículo da Escola Municipal Pública de Salvador. ógicas a concretização de ações básicas que visam garantir a permanência do aluno na escola e o sucesso de sua formação escolar, de modo a contribuir para a inclusão social e o exercício da cidadania em situações de igualdade com crianças jovens e adultos de condições sociais e econômicas mais favoráveis, em conformidade com as diretrizes curriculares nacionais e com as normas legais locais, definindo pressupostos que garantem a equidade e a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem.


Eixos norteadores das Diretrizes Curriculares da SECULT:

Eixos Norteadores
Educação Interétnica: envolve as concepções de diversidade e cidadania na composição curricular da educação municipal de crianças, jovens e adultos que estudam na Rede Oficial de Ensino de Salvador. Por essas concepções são transversalizados estudos e intervenções com alicerces na:

  • Memória
  • Ancestralidade
  • Cultura plural
  • Pertencimento
  • Afirmação sócio-histórica
  • Inclusão
  • Anti-racismo
  • Anti-discriminação
  • Etc.

Educação e Linguagens

As relações do eixo Educação e Linguagens tratam das linguagens artísticas, midiáticas e tecnológicas. Por meio de seus desdobramentos o sujeito pode se apropriar de um legado estético e cultural produzido pela humanidade e tornar um crítico sensível dos modos e produção do conhecimento, além de agente dessa mesma produção.  A arte aqui é concebida como conhecimento de mundo e não como acessório decorativo.  Ela é essência, e não, mero entretenimento.


Educação Ambiental - Ecopedagogia

Aborda o tratamento transversal das questões que envolvem a integração sujeito e meio natural.  Trata do paradigma que articula qualidade de vida a responsabilidade sócio-ambiental e planetária. Nele, a Escola exerce seu papel de agente formador de representações positivas e implicativas sobre a atuação humana responsável, sustentada e previdente sobre as relações sociais e suas conseqüências para o respeito e à preservação das fontes naturais de energia, assim como, a todas as formas de vida que integram a ecologia do planeta.


Educação Continuada

Esse eixo representa a produção de saberes de docentes e demais profissionais de Educação, considerando seu exercício laboral como uma prática formativa e geradora de oportunidades de crescimento pessoal e  profissional no âmbito dos espaços de trocas espontâneas e sistematizadas. Dessa forma, a educação continuada expressa a concepção de conhecimento como  resultado da práxis social e como tal, dispositivo fértil para elaboração de novos sistemas interpretativos sobre a realidade e sobre a experiência docente historicamente construída.


Educação, Corpo e Historicidade

Este eixo pretende abarcar as experiências de expressão e educação corporal, seja no âmbito artístico, cultural ou, sobretudo, nas dimensões da ludicidade e dos esportes. Ele admite dinâmica e historicidade nas representações mediadas pelo corpo, considerando-as como estratégias de afirmação e de construção de outras lógicas de comunicação e de exercício do poder.


Educação Inclusiva

A Educação Inclusiva traduz a preocupação com a inserção social e acadêmica dos sujeitos, sobretudo, com aqueles que revelam algum tipo de deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidade/superdotação. A inclusão escolar obedece a orientações que recomendam uma educação de qualidade para todos.




Principais Concepções que embasam as Diretrizes Curriculares e Pedagógicas da Educação Infantil,do Ensino Fundamental e EJA

Construção do Conhecimento: representa a idéia de apropriação  do real por interações, superações, problematizações sobre as experiências vividas na comunidade e na família e, nos desafios cognitivos  do contexto da sala de aula.

Diálogo entre culturas: reflete um posicionamento crítico frente às diversas contribuições, sistematizadas ou não, que guardam em suas peculiaridades ricos componentes que ajudam a caracterizar linguagens, ideologias e formas de produção de riquezas que compõem o cenário das tramas sociais contemporâneas, que precisam ser interpretadas, valorizadas e aproveitadas de forma consciente e sensível para construir referências mais humanas e sensíveis para orientar as futuras gerações.

Economia Solidária: envolve escolhas de arranjos e práticas produtivas sintonizadas com formas responsáveis, não hegemônicas e eficazes de produção de riquezas. Esse modelo pressupõe uma compreensão de mundo e de sociedade, na qual há oportunidades para que todos ganhem, superando a lógica do lucro e das desigualdades.

Empreendedorismo: evidencia um movimento pró-ativo de participação social que envolve o protagonismo das crianças e jovens na reflexão sobre a construção de uma sociedade mais justa, consciente e competente para gestar o futuro, cuidando do presente. O sujeito empreendedor revela inserção responsável no mundo produtivo, respeitando a diversidade, por meio da ativação da memória, da crítica e da criação de formas sustentáveis de geração de riquezas.

Gestão do Ensino: compreende processos de mediação de situações didáticas e seus impactos na práxis pedagógica, considerando as variáveis histórico-culturais, políticas, situacionais, além, de componentes cognitivos que influenciam nessas dinâmicas.

Foco na aprendizagem: elege como prioridade a construção de situações didáticas que envolvem os saberes locais, cotidianos e as dimensões científica, filosófica, estética, ética, com vistas a garantir condições desafiadoras para o fortalecimento, no sujeito, dos campos conceituais, procedimentais e atitudinais, em seu processo de conhecer. A aprendizagem, neste documento, compreende o conjunto de complexas apropriações cognitivas que contribuem para o sujeito interpretar o real e construir o conhecimento.

Avaliação: representa acompanhamento, processos e resultados das situações didáticas que visam proporcionar apropriação crítica de habilidades e de competências. Dispositivo regulador e formativo para vitalizar de forma rigorosa e criativa as apropriações discentes. É mais bem aproveitada quando usada para o crescimento de todos os envolvidos no processo didático, destacando as aprendizagens e, investindo por meio de reelaborações, nos desempenhos que precisam de maior eficiência.

Fonte: Diretrizes_SSA Cidade Educadora

Baixe aqui as Diretrizes completas.

Av. Anita Garibaldi, Nº 2981, Rio Vermelho, CEP: 40.170-130
Salvador/Bahia - Tel.: (71) 3202-3160 - CNPJ: 13.927.801/0006-53
Endereço Google Maps