Fotos Videos Mapa do Site

PROGRAMAS / INDICADORES

AVALIAÇÕES DA REDE

Estudos e pesquisas nacionais e internacionais reforçam a importância de se avaliar constantemente a aprendizagem como um dos fatores que contribuem para melhorar o desempenho dos alunos, permitindo reflexão sobre a prática e foco nas habilidades e alunos que mais precisam.A Rede Municipal de Educação de Salvador participa das avaliações nacionais, além de contar com seus próprios programas de avaliação de desempenho dos seus alunos. Confira abaixo mais detalhes sobre cada uma delas e onde acessar seus resultados.

O Brasil conta hoje com duas avaliações nacionais em larga escala para o Ensino Fundamental criadas e aplicadas pelo INEP (autarquia federal vinculada ao MEC):

1) a Prova Brasil: criada em 2005 e aplicada de dois em dois anos a todos os alunos do 5º e 9º anos para avaliar o desempenho dos alunos em Língua Portuguesa (somente Leitura e Interpretação) e Matemática;

2) a Avaliação Nacional da Alfabetização – ANA: criada em 2013, originalmente para ser aplicada anualmente aos alunos do 3º ano para avaliar o desempenho dos alunos em Língua Portuguesa (tanto Leitura e Interpretação quanto Escrita) e Matemática, mas em 2015 não haverá aplicação.

Tanto a Prova Brasil, quanto a ANA são corrigidas utilizando a metodologia de Teoria de Resposta ao Item (TRI), que permite comparar os resultados de diferentes anos. No entanto, estas avaliações não são adequadas para avaliar alunos individualmente e, sim, sistemas de ensino.

Recentemente, para promover o uso pedagógico dos resultados da Prova Brasil, o INEP lançou uma plataforma chamada Devolutivas Pedagógicas -http://devolutivas.inep.gov.br/ onde é possível se inscrever e ter acesso aos resultados de todas as escolas e redes do Brasil, com itens da Prova Brasil apresentados por habilidade, comentários pedagógicos e todas as estatísticas que eles geraram. Como as informações estatísticas são bastante complexas, a plataforma traz vídeos gravados por um professor da Universidade Federal Fluminense, que explica de forma bastante didática cada uma delas. Vale muito a pena acessar!

Essas avaliações fazem parte do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Mais informações sobre elas podem ser encontradas no portal do INEP (http://portal.inep.gov.br/web/saeb/aneb-e-anresc)

Além dessas duas avaliações, o INEP distribui a Provinha Brasil para as Secretarias de Educação. A distribuição ocorre no início e no final do ano. O objetivo é avaliar o desempenho dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental em Língua Portuguesa (mais especificamente Leitura) e Matemática nesses dois momentos, além de identificar avanços e pontos de atenção. Enquanto a aplicação da Prova Brasil e da ANA é realizada por instituições licitadas pelo próprio governo federal, a Provinha Brasil é aplicada e corrigida pelos próprios professores da Rede.

Além das avaliações nacionais, o município de Salvador criou em 2013 o seu próprio programa de avaliação, o PROSA - Programa Salvador Avalia, para munir os professores com informações sobre o desempenho de cada um dos seus alunos por habilidade. Para termos mais agilidade que as avaliações nacionais, cujos resultados demoram mais de seis meses para serem divulgados, adotamos, ao invés da Teoria de Resposta ao Item (TRI), a Teoria Clássica de Testes (TCT). Assim, o desempenho dos alunos corresponde ao número de itens que ele acerta na prova. Como cada habilidade é avaliada por mais de um item, conseguimos saber o desempenho dele por habilidade. Além disso, o resultado é apresentado aluno a aluno, diferentemente da Prova Brasil, que avalia todas as habilidades da etapa a que se refere: o 1º ao 5º ano, no caso da avaliação do 5º ano, e do 6º ao 9º ano, no caso da avaliação do 9º ano. O PROSA avalia as habilidades somente do ano de escolarização do aluno.

A primeira avaliação do PROSA foi aplicada em dezembro de 2013 a todos os alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e aferiu o desempenho dos alunos em Leitura e Interpretação, Escrita e Matemática

A segunda avaliação foi aplicada a todos os alunos do 2º ao 9º ano, em maio de 2014, e aferiu as habilidades das mesmas áreas de conhecimento. Em agosto de 2014, avaliamos o desempenho do 1º ano.

A terceira avaliação ocorreu em dezembro de 2014 e se deu da mesma forma que a de dezembro de 2013.

Já a quarta avaliação do PROSA ocorreu em julho de 2015 e foi aplicada somente aos alunos do 5º e 9º ano, aferindo somente Leitura e Interpretação e Matemática

Desde 2013, a Secretaria Municipal da Educação contrata o IQE - Instituto Qualidade no Ensino para elaborar, corrigir e fazer a devolutiva do PROSA. As devolutivas das avaliações de 2013 e 2014 tiveram como público-alvo: diretores, coordenadores pedagógicos e dois professores por escola, além dos coordenadores pedagógicos das regionais. Já a devolutiva da avaliação de 2015 teve como público-alvo os coordenadores pedagógicos das regionais, que ficaram responsáveis por replicar a devolutiva com cada escola que acompanha semanalmente.

Os resultados por aluno, turma e escola de todas as aplicações do PROSA, assim como as sequências didáticas fornecidas pelo IQE, estão disponíveis no Portal da Educação: http://educacao.salvador.ba.gov.br/portal/.

Uma parceria da SMED com o Itaú BBA, Instituto Natura, Fundação Lemann e IQE permitiu o lançamento da plataforma Módulo PROSA, onde os resultados das avaliações aluno a aluno ficam acessíveis de uma forma mais amigável e interativa, dando acesso inclusive às sequências didáticas disponibilizadas pelo IQE. Como a plataforma ainda está em fase de teste, somente uma parte das escolas da Rede tem acesso neste momento, mas até o final do ano, esperamos que toda a Rede possa acessá-la.

Em 2014, ano em que não houve aplicação da Prova Brasil, a Rede Municipal de Salvador aplicou a Prova Salvador na mesma escala utilizando a mesma metodologia da Prova Brasil, descrita acima. Para tanto, contratamos o CAEd - Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora. A partir da aplicação da Prova Salvador, foi possível calcular o IDESSA - Índice de Desenvolvimento da Educação de Salvador, equivalente ao IDEB, para podermos acompanhar a evolução do trabalho da Rede, mesmo em um ano em que o IDEB não é divulgado. Cada escola recebeu uma senha para acessar os resultados da Prova Salvador no site:http://www.provasalvador.caedufjf.net/.

Para auxiliar a rede a ter acesso a todos esses indicadores, incluindo os de fluxo escolar, em um só documento, a SMED lançou no final de 2014 os Boletins de Indicadores Educacionais para cada escola da Rede, que podem ser acessados pelo sitehttp://painel.educacao.salvador.ba.gov.br/indicadoredu/pdfbaixar.Os dados de 2014 ainda não estão disponíveis nos boletins, que serão atualizados em breve, assim que os resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização - ANA de 2014 forem divulgados.

A Rede Municipal de Salvador está neste momento construindo um projeto pedagógico próprio: o Nossa Rede. A partir deste processo de construção, o PROSA será também repensado para que caminhe de forma conjunta e integrada com o Nossa Rede, sempre buscando uma avaliação educacional que auxilie o processo de aprendizagem de todos os alunos, não deixando que nenhum deles fique para trás.

Dúvidas sobre as avaliações nacionais ou municipais devem ser dirigidas à Coordenação de Avaliação Educacional da Diretoria Pedagógica da SMED pelo e-mail:cav.smed@gmail.com

Av. Anita Garibaldi, Nº 2981, Rio Vermelho, CEP: 40.170-130
Salvador/Bahia - Tel.: (71) 3202-3160 - CNPJ: 13.927.801/0006-53
Endereço Google Maps